segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Amigo,

Nada como um novo dia, e desta forma, posso desejar o recomeço no simples,

Desejo a proximidade, o encontro,

Penso o quanto demora para se confiar, e o quanto treinado estamos para sentir medo,

Vivo a saudades de tudo que ainda sei que poderei viver, justamente por já ter vivido um pedaço que me faz desejar o vínculo, o reencontro, o amanhã!

Que esse dia seja mais uma vez uma vitória, e que nosso olhar possa mais uma vez enxergar a beleza das coisas alojadas no tempo que enfeita o espaço, ou no espaço que decora o tempo... naqueles olhos que nos enxergam de volta!

Desejo felicidade e alegria em cada instante de ação, ,, poder imenso da não solidão, quando se faz parte da outra pessoa, e quando se existe fora dos próprios limites da própria carne; e na inação, desejo paz e entendimento, desejo gesto e acolhimento, desejo compreensão!

Desejo sentir seu pensamento vibrando em meu coração, onde cada pulsão se apodera da certeza do seu cuidado, e do carinho para além da pele que guia nossos dias de amizade nesse tráfego de ausências presenciais...

Não posso lhe ter todos os momentos ao meu lado, apesar de brindar meus minutos com sua alquimia imaterial, com o que há de etéreo em seu onipresente olhar, com cada bater de asas das borboletas das nossas lembranças, amarelas, singelas, perfeitas!

Cada defeito da nossa história a coroa com ainda mais perfeição

Não há limites para multiplicar o amor, não há fim para o absoluto, não há morte para a eternidade!

Pois em cada respiração ao teu lado sinto a onipotência da vida, a tensão confortável da intensidade, o prazer incondicional do desejo.... vivo a violência de querer você em mim, e o desespero de algum dia, definitivamente, ter que lhe dizer adeus!

Um maravilhoso dia, e uma semana sem igual,,,

Para quem amo



Fernando

Um comentário:

  1. adoro-te!

    te encontro em São Paulo. Aqui o anonimato acaba.

    ResponderExcluir